quarta-feira, 23 de maio de 2012

Ninguém como Você

Ninguém como você faz sentir alegria na dor
Faz ouvir a canção do silêncio
E ver a beleza que - com olhos - não se pode enxergar

Ninguém como você gera esses paradoxos em minh'alma
Desafia minha mente com questões tão afiadas
Escrutina o meu ser com tamanha precisão

Ninguém como você desbarata minhas certezas
Muda a ordem natural dos interesses sobre a mesa
Derrubando as fortalezas que me impedem de amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget